Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Agenda Cultural_fim de semana

22 a 27 Jun
Adicionar a calendário 2022-06-22 00:00:00 2022-06-27 00:00:00 Europe/Lisbon Agenda Cultural_fim de semana Evento
Agenda Cultural_fim de semana
Cultura

AGENDA CULTURAL FIM DE SEMANA

No sábado às 11h00, o Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, e o Vereador do Pelouro da Cultura, Mário Nuno Neves, inauguram no Jardim de Calvilhe, na freguesia de Milheirós, a escultura “Ternura” da autoria de Ilídio Fontes. Ilídio Fontes nasceu em Milheirós, Maia, no ano de 1938. Formou-se em escultura na Escola de Belas Artes do Porto onde teve como professores Barata Feyo e Dórdio Gomes. Foi professor do secundário e realizou um estágio de Design Industrial dirigido pelo arquiteto italiano Sergio Asti.
Foi um dos diretores da Escola Secundaria Soares dos Reis e para além da escultura pública, apresenta varias obras em espaços interiores, dedicando-se à medalhística e à arte sacra.

No Fórum da Maia pode visitar a exposição “Bienal de Pintura do Eixo Atlântico - N13”, que integra 30 obras inéditas de artistas portugueses e galegos. A exposição conta com obras de uma ampla variedade de estéticas, linguagens e técnicas que se apresentaram a concurso, que foram selecionadas pelo júri presidido por Antón Pulido e composto por Carlos López Bernárdez, Helena Mendes Pereira, Patrícia Oliveira e Fátima Teles, vencedora da última edição.
A esta décima terceira edição foram apresentadas um total de 119 obras das quais o júri selecionou as 30 obras que compõem o catálogo.

A Biblioteca Municipal da Maia já prepara a XVI Feira do Livro da Maia, 2 a 11 de julho, que tem um muito interessante programa que pode consultar nesta agenda. Mas enquanto a Feira do Livro não chega, há mais um sábado mágico com as “Histórias Fiadas” e mais uma tertúlia do grupo “Asas de Poesia”, entre outras atividades ligadas à literatura.

O Museu tem patentes interessantes exposições sobre a Maia, e no sábado há mais uma oficina para Famílias "A arte na pré-história".

Está a chegar a 41ª edição do Fazer a Festa – Festival Internacional de Teatro para a Infância e Juventude, que a companhia organizadora, Teatro Art’Imagem com o apoio da Câmara Municipal da Maia, apresentou esta semana o programa, com muitas estreias e espetáculos que vão encantar miúdos e graúdos.

No Auditório Venepor o Cineclube da Maia apresenta “Memória”, de Apichatpong Weerasethakul. Tudo se passa em Bogotá, na Colômbia. Jessica (Tilda Swinton) percorre o país algo perdida, como qualquer turista o pode estar, a ouvir insistentemente um barulho na sua cabeça. “Como se fosse uma bola de cimento a cair num poço de metal rodeado de água do mar”.

Bom S. João e bom fim de semana.

JARDIM DE CALVILHE – MILHEIRÓS

Sábado, 25 de junho, 11h00
Inauguração da ESCULTURA “TERNURA” DE ILÍDIO FONTES

O Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, e o Vereador do Pelouro da Cultura, Mário Nuno Neves, inauguram no próximo dia 25 de junho às 11h00, no Jardim de Calvilhe, na freguesia de Milheirós, a escultura “Ternura” da autoria de Ilídio Fontes.
“Ternura”
“As figuras de “Ternura” são, antes de mais, símbolos. Imagens que representam um certo estado, o de um doce relacionamento entre indivíduos. As duas pessoas retratadas se posicionam de forma reta, costas rijas e, no caso da mulher, olhar perdido no horizonte. Mas apesar de tal aparente disciplina, o descontraído toque dos joelhos, o entrelaçamento despreocupado das mãos e o olhar adorador do homem para a sua companheira só consegue transmitir ternura nascida de um afeto de anos. Como acima mencionado, esta obra retrata um sentimento; ela é, de certa forma, uma homenagem ao terno laço de devoção só concebido no descontraído apego entre dois que se conhecem e se amam há anos. As figuras são uma efígie a esse sentimento, ternura.”
Marta Fontes
Ilídio Fontes nasceu em Milheirós, Maia no ano de 1938. Formou-se em escultura na Escola de Belas Artes do Porto onde teve como professores Barata Feyo e Dórdio Gomes. Foi professor do secundário e realizou um estágio de Design Industrial dirigido pelo arquiteto italiano Sergio Asti.
Foi um dos diretores da Escola Secundaria Soares dos Reis e para além da escultura pública, apresenta varias obras em espaços interiores, dedicando-se à medalhística e à arte sacra.
"Laços que se tornam vínculos eternos e que dão à Vida o seu verdadeiro sentido e propósito, pelo tanto que revelam e ensinam."
Inscrição no pedestal da autoria de Mário Nuno Neves, Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia
Nome da Escultura: Ternura
Escultor: Ilídio Fontes
Projeto: Luís Fontes

FÓRUM DA MAIA

Até 12 de julho
Exposição “Bienal de Pintura do Eixo Atlântico”

A exposição “Bienal de Pintura do Eixo Atlântico - N13”, que integra 30 obras inéditas de artistas portugueses e galegos, permanecerá nas galerias do Fórum da Maia até 12 de julho.
A exposição conta com obras de uma ampla variedade de estéticas, linguagens e técnicas que se apresentaram a concurso, que foram selecionadas pelo júri presidido por Antón Pulido e composto por Carlos López Bernárdez, Helena Mendes Pereira, Patrícia Oliveira e Fátima Teles, vencedora da última edição.
A esta décima terceira edição foram apresentadas um total de 119 obras das quais o júri selecionou as 30 obras que compõem o catálogo. Os prémios ascenderam a 4.000 euros para a melhor obra do certamente, 2.000 euros para o 2º prémio e 1.500 euros para o Prémio Jovens Talentos Luso-galaicos, destinado a jovens artistas com idades compreendidas entre os 16 e os 25 anos de idade.
A distinção de melhor obra do certame foi atribuída a “Coração Resiliente” de Tito Senna, o 2º prémio foi outorgado à obra “Betty” de Fruela Alonso Blanco e o prémio Jovens Talentos foi para “As cancións de mariñeiros que falan de liberdade escríbeas xente de terra” de Breogán Torres Gutiérrez.
Foram ainda atribuídas 5 Menções Honrosas às obras “2D-3D” de Francisco Javier Pena Fernández, “Con la que está cayendo” de J. Antonio Castro-Muñiz, “Poéticas do Desejo”, de Ricardo de Campos, “Untitled” de Thomas Apostolou e “That was just a dream” de Raul José de Oliveira Ferreira.
Depois de 25 anos, a Bienal de Pintura consolida-se como uma oportunidade para o reconhecimento profissional dos artistas do Eixo Atlântico e como uma plataforma de lançamento de jovens pintores da Euro-região. Nesta edição os prémios ascendem a 4.000 euros para a melhor obra do certame, 2.000 euros para o 2º prémio e 1.500 para o Prémio Jovens Talentos Luso-galaicos.

Oficina "MODELAÇÃO 3D KIDS"
Sábado, 25 de junho – 10h30
Fórum da Maia

Maia | Estão abertas as inscrições para a oficina “Modelação 3D Kids”, atividade promovida pelo BaZe Oficina – Fab Lab Maia.
Nesta atividade, os nossos participantes terão a oportunidade de se iniciarem na área da modelação 3D através do Tinkercad, uma aplicação que incentiva o desenvolvimento criativo, o pensamento crítico e a colaboração comunitária de ideias e projetos, aprendendo, simultaneamente, noções e conceitos associados a áreas inovadoras, tais como a arquitetura, a animação e engenharia e o design.

Jardim Comunitário do Fórum da Maia

O “Jardim Comunitário do Fórum da Maia” é um espaço desenhado especialmente para si e para toda a nossa comunidade, projetado não só para apreciação estética, mas também, simultaneamente e essencialmente, para o incentivo de práticas ambientais sustentáveis, traduzidas em ações desenvolvidas no âmbito de uma sensibilização cultural firmada na educação e responsabilização ambiental.
Junte-se a nós, saiba como aqui: https://bit.ly/3xoY23N

BIBLIOTECA MUNICIPAL DA MAIA

Até 30 de junho
Hora do conto - “BiblioConto Sénior”

Este programa pretende levar ao público sénior o incentivo à leitura e combater a iliteracia. Unindo-se ao já serviço existente do Biblobus pretende levar a leitura em voz alta para o público mais idoso e estreitar a relação com os livros através da troca de experiência entre diferentes gerações.
Gratuito
Outras informações e inscrições: 351 22 940 86 38, biblioteca@cm-maia.pt
Observações: atividade sujeita a marcação (mínimo de 5 inscrições)

Sábado, 25 de junho, 11h30
Espetáculo “Histórias Fiadas”

Sábados mágicos, histórias divertidas, fantasia e imaginação, contos maravilhosos e muita animação. A Biblioteca espera por ti com incríveis leituras para toda a família.
Gratuito

Até 30 de junho
Hora do Conto - “Contos Contigo Conto”

Contos Contigo Conto é a atividade de contar histórias que a Biblioteca Municipal realiza diariamente para os mais novos e que permite o enriquecimento das experiências infantis, o desenvolvimento da linguagem, do imaginário, da criatividade e do potencial crítico das crianças. Para os mais pequenos, o livro “Definitivamente não abras este Livro”, de Andy Lee, e para os mais crescidos, “João Camarão e o Guisado Pirata”, de Lou Carter.
Gratuito
Outras informações e inscrições: 351 22 940 86 38, biblioteca@cm-maia.pt
Observações: atividade sujeita a marcação e para as escolas do concelho.

Até 25 de junho
Exposição “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: sugestões de leitura”

A Agenda 2030 é constituída por dezassete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que devem ser entendidos numa perspetiva holística, como se tratasse de “uma lista das coisas a fazer em nome dos povos e do planeta”. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável têm como base os progressos e as aprendizagens resultantes dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, estabelecidos entre 2000 e 2015. A Biblioteca Municipal da Maia alia-se a esta iniciativa e sugere vários livros que nos podem fazer compreender melhor cada um destes objetivos.
Horário: segunda das 18.00h às 23.00h / terça a sexta das 09.30h às 23.00h / sábado das 09.30h às 22.30h
Gratuito

Sábado, 25 de junho, 16h00 – 18h00
Tertúlia “Asas de Poesia”

O grupo “Asas de Poesia” continua como espaço de comunicação da palavra escrita em forma de POESIA, procurando homenagear ao mesmo tempo grandes poetas desaparecidos e procurando apresentar géneros poéticos diferentes, cada sessão do grupo pretende ser uma agradável tarde de convívio entre a poesia, a música e o público.
Gratuito

2 a 11 de julho
XVI Feira do Livro da Maia

Programa: https://www.cm-maia.pt/cultura/noticias-e-eventos/evento/xvi-feira-do-livro-da-maia

QUINTA DA CAVERNEIRA

41ª Edição do Fazer a Festa - Festival Internacional de Teatro para a Infância e Juventude
29 de Junho a 03 de Julho 2022 - Fórum da Maia e Quinta da Caverneira

Programa: https://www.cm-maia.pt/cultura/noticias-e-eventos/evento/41-edicao-do-fazer-a-festa-festival-internacional-de-teatro-para-a-infancia-e-juventude

MUSEU DE HISTÓRIA E ETNOLOGIA DA TERRA DA MAIA

Até 30 de junho
Exposição “A Empreza do Bolhão – 100 anos de História(s)”

A Empreza do Bolhão, sucessora das empresas publicitárias e de filmes de Raúl Caldevilla, começou em 1923 e manteve-se até meados dos anos 90, sendo depois integrada na Packigráfica do grupo Higifarma, embora mantendo a mesma designação.
Esta empresa era possuidora de uma das maiores coleções de cartazes publicitários, além de antiga maquinaria e um importante acervo de rótulos e postais. Uma grande parte do que de melhor se fez em publicidade está reunido neste importante espólio da Empreza do Bolhão, desde os tempos de Raul de Caldevilla.
A ligação de Caldevilla à Empreza do Bolhão.
Através de importantes apoios bancários funda no Porto uma empresa, a Propagandas Caldevilla na Rua 31 de Janeiro, e depois em 1916, a Raul de Caldevilla & Cia. Lda na Rua Formosa, que ficará conhecida por Caldevilla Film.
São seus sócios Eduardo Kendall, João Manuel Lopes de Oliveira e António de Oliveira Cálem. A partir do Porto, vai criar e produzir cartazes de grande formato para publicidade exterior para todo o país, sob a sigla ETP. Sucede-se a Empresa Técnica Publicitaria Film Gráfica Caldevilla, onde esteve como gerente da firma até 1923. Em rutura com os sócios da empresa, abandona a sociedade e esta transforma-se em Empreza do Bolhão.
Grande parte deste espólio documental das empresas de Caldevilla e da Empreza do Bolhão pode agora ser visto nesta exposição. De valor histórico e gráfico único no país, esta coleção da Empreza do Bolhão, da Litografia Nacional e de outras gráficas são um manancial de informação sobre design, grafismo e processos de produção. Composta por uma diversidade de cartazes, rótulos, postais, catálogos, quadros, livros, bibliografia diversa, maquinaria, móveis, bustos, esta coleção ilustra, de forma significativa, a evolução da indústria litográfica do séc. XX em Portugal.

Até 30 de junho
A Arqueologia na Maia
Oficina para Famílias e Escolas "A arte na pré-história"

Com recurso a pigmentos naturais, vamos pintar como na pré-história. Esta atividade encontra-se disponível para a comunidade escolar e para as famílias.
Até 30 de dezembro de 20022
Terça-feira a sábado das 9h00 às 12.30 e das 14h00 às 17h30
Inscrições
Tel. (+351) 229.871144
museu@cm-maia.pt

Até 30 de junho
Exposição Permanente “Identidade e Território”

Esta exposição tem como objetivo divulgar a história local desde a pré-história até à idade contemporânea levando o visitante a percorrer visualmente as datas mais marcantes da origem e criação da Terra da Maia.
Terça a sábado das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.
Gratuito
Contactos: 229871144 | museu@cm-maia.pt
Observações: visitas guiadas de terça a sábado sujeitas a marcação

Até 30 de junho
Exposição Permanente “Arqueologia na Maia”

Esta exposição tem como objetivo divulgar a história local com recurso à exposição, documentação e exploração de materiais arqueológicos exumados no concelho da Maia, sensibilizando a comunidade para o património arqueológico, pelo acesso regular ao mesmo.
Terça a sábado das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30
Gratuito
Contactos: 229871144 | museu@cm-maia.pt
Observações: visitas guiadas de terça a sábado sujeitas a marcação

AUDITÓRIO MUNICIPAL VENEPOR

Sábado, 25 de junho, 21h30
Cineclube da Maia
“Memória”, de Apichatpong Weerasethakul

Tudo se passa em Bogotá, na Colômbia. Jessica (Tilda Swinton) percorre o país algo perdida, como qualquer turista o pode estar, a ouvir insistentemente um barulho na sua cabeça. “Como se fosse uma bola de cimento a cair num poço de metal rodeado de água do mar”.
Com Tilda Swinton, Elkin Díaz, Jeanne Balibar, Juan Pablo Urrego
Género: Drama, Ficção Científica
Classificação: M/12
MEX/China/FRA/Colombia/GB/ALE/SUI/TAI/Qatar, 2021, Cores, 136 min.

Bilhete normal 3,50€
Bilhete associado 1,40€
Bilhete estudante 3,00€

CENTRO COMERCIAL MAIA JARDIM

Até 26 de junho
Exposição “Aeromotores da Maia”

Quando percorremos o nosso concelho, por vezes, somos surpreendidos por estruturas em metal que sobressaem na paisagem. Vulgarmente conhecidos por cataventos, mais corretamente, designam-se de aeromotores.
Carlos Sousa, um militar de profissão e maiato atento, tem percorrido todo o concelho acompanhado da sua máquina fotográfica e bloco de notas e tem registado estes peculiares “monumentos”, tão característicos de uma época não muito distante.
Aqui fica um pequeno resumo do seu interessante trabalho.

Todos os dias entre as 08h00 e as 22h00
Gratuito

JUNTA DE FREGUESIA DE NOGUEIRA E SILVA ESCURA

Até 22 de julho
Exposição “As Festas de Nossa Senhora do Bom Despacho”

Estão de volta as Festas do Concelho como as conhecemos. Está de volta tudo o que envolve Nossa Senhora do Bom Despacho.
A história das Festas também é a história do território e das suas gentes da Maia. Pelo menos desde o séc. XVII, que sabemos da devoção a Nossa Senhora do Bom Despacho através de documentos escritos e relatos.
A Festa cresceu, transformou-se, sendo atualmente um símbolo cultural, económico e religioso do universo concelhio maiato.
Aberto de segunda a sexta 9h00-12h30; 14h00-17h30
Junta de Freguesia Nogueira/Silva Escura
Rua do Calvário 380
4475-463 Nogueira-Maia

BREVEMENTE:

Exposição
ABÍLIO-JOSÉ SANTOS
REVELAÇÃO II
POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO
30 de junho
Fórum da Maia