Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Jazz no Parque - “Lugares” - Gianni Narduzzi

19 Jun
Adicionar a calendário 2021-06-19 00:00:00 2021-06-19 00:00:00 Europe/Lisbon Jazz no Parque - “Lugares” - Gianni Narduzzi Evento
Jazz no Parque - “Lugares” - Gianni Narduzzi
Cultura

19 de junho, 18h30
“Lugares” - Gianni Narduzzi
Gianni Narduzzi - contrabaixo e composições
Hugo Caldeira - trombone
Afonso Silva - saxofone alto
Joaquim Festas - guitarra
Gonçalo Ribeiro - bateria.
Lugares é o projeto musical que exprime o universo sonoro criado pelo contrabaixista e compositor Gianni Narduzzi.
Como o nome sugere, a musica tem como objetivo explorar e desenhar os diferentes lugares em que nos podemos encontrar, pertençam esses lugares ao plano físico, mental ou artístico. O interrogativo e a procura do lugar ideal representam o leit motif das historias musicais que os músicos contam.
A banda é um quinteto que reúne elementos de musica escrita e musica improvisada dentro de um vasto campo de influências sonoras, assim como literárias e cinematográficas.
A sonoridade da banda é inspirada nos quintetos clássicos de bebop e hardbop, com a diferença que ao Piano substitui-se a Guitarra, bem menos comum na tradição jazzística.
Enquanto á composição as influencias são mais recentes, principalmente compositores e interpretes contemporâneos quais Kurt Rosenwinkel, Brad Mehldau e Wayne Shorter, assim como compositores de outros géneros musicais, como Claude Debussy e King Buzzo. O mundo literário e as suas personagens também são uma grande fonte de inspiração para muitas composições, sendo elas transportadas do plano literário para elementos formais da musica. Além da componente escrita, a musica vive e brilha da improvisação de cada um dos músicos, cujo desafio é encontrar o espaço musical para mostrar a sua voz.
O projeto nasce em finais de 2019 sob o impulso do Gianni Narduzzi, contrabaixista e autor de todas as composições. A escolha dos músicos teve como critério fundamental a identidade musical e humana de cada um deles, antes do que a capacidade técnica ou o reconhecimento a nível musical e/ou académico.

Entrada livre. Lotação limitada às orientações da DGS.