Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Agenda Cultural_fim de semana

28 Set a 04 Out
Adicionar a calendário 2022-09-28 00:00:00 2022-10-04 00:00:00 Europe/Lisbon Agenda Cultural_fim de semana Evento
Agenda Cultural_fim de semana
Cultura

AGENDA CULTURAL FIM DE SEMANA

“Música pelo Concelho, Música pelo Património” é um projeto de promoção musical que começou em 2020 e esta edição apresenta-se com um novo formato, que assenta na promoção e valorização do património arquitetónico e cultural do concelho, e tem início na Igreja de Pedrouços, com a atuação de "L’Effetto Ensemble" que terá lugar no próximo dia 30 de setembro, sexta-feira, pelas 21h00, com entrada livre.
Os "L’Effetto Ensemble" são um duo de música erudita constituído pela soprano Dora Rodrigues e pelo guitarrista Rui Gama, especialmente vocacionado para o repertório de influência portuguesa e hispânica, com a ambição de proporcionar às suas atuações uma visão moderna e arrojada da música clássica, através de espetáculos performativos que explorem outras expressões artísticas.

Para assinalar o Dia Mundial da Música o Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia apresenta, no sábado, dia 1 de outubro, no Grande Auditório do Fórum da Maia, o espetáculo “Quem te viu, Quem te vê – homenagem a Chico Buarque”, com entrada livre.
"Quem te viu, quem te vê" é a merecida homenagem a Chico Buarque de Hollanda, um ícone da Música Popular Brasileira, interpretada pelos prestigiados artistas brasileiros Marcus Lima (voz e violão) e Thaís Motta (voz), que apresentam neste concerto um repertório dedicado aos grandes clássicos de Buarque.
De 1 a 16 de outubro pode visitar no Fórum da Maia a exposição “Quem te viu e quem te vê”, composta por caricaturas inéditas de Chico Buarque.

Ainda no Fórum da Maia onde já começaram os preparativos para o XXVII Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia, há três oficinas para toda a família no fim de semana. Sábado, oficina de Impressão, “Mãos à obra… Gráfica!”, e workshop “árvores e arbustos que se comem” no Jardim Comunitário. Domingo, oficina “Des(Construções)”. No âmbito da exposição “Des(construções)”, de João Araújo, o Serviço Educativo do Fórum da Maia realiza no próximo dia 2 de outubro, Domingo, às 10h00, a Oficina de Artes Plásticas para Famílias “Des(Construções)”
Vamos pintar, recortar, colar e dar vida a novas imagens.

No dia 30 de setembro, sexta-feira, às 21h30 no Pequeno Auditório do Fórum da Maia, a Biblioteca Municipal da Maia promove o lançamento do livro “Reaviva o Dom que há em Ti - O ministério ordenado nas Cartas a Timóteo e Tito”, da autoria do Padre Joaquim Domingos Areais
“Nas Cartas Pastorais, Paulo apresenta-nos a figura do Pastor da Igreja, como guia afetuoso, compreensivo, atento ao essencial, que não se distrai com ilusões ou fantasias, realista, fraterno e com os pés bem assentes na terra. Homem vigilante, que não corre atrás de falsas promessas nem se deixa enganar facilmente, capaz de infundir coragem e esperança, como o Servo de Javé (cf. 2Tm 2,22-26), que faz do serviço a sua missão.

No Museu, para além das exposições sobre a história da Maia e os Maiatos, sábado é dia da Oficina para Famílias e Escolas "A arte na pré-história". Com recurso a pigmentos naturais, vamos pintar como na pré-história. Esta atividade encontra-se disponível para a comunidade escolar e para as famílias.

Na Quinta da Caverneira estão abertas as inscrições para a Oficina de Teatro da Maia/Oficina de Teatro Sénior, prólogo: Laboratório de Dramaturgia.

A Igreja de S. Pedro Fins no âmbito do programa “Sons no Património 22”, uma iniciativa que através de concertos gratuitos em lugares marcantes dos municípios que integram a Área Metropolitana do Porto celebra os espaços patrimoniais do território metropolitano e aproxima a comunidade à música nacional, será palco na próxima terça-feira, dia 4 de outubro, às 21h30, de um concerto com o violinista, compositor e multi-instrumentista Samuel Martins Coelho.

Não faltam (bons) motivos para ficar pela Maia…, bom fim de semana.

IGREJA DE PEDROUÇOS

Sexta-feira, 30 de setembro, 21h00
Música pelo Concelho, Música pelo Património
"L’EFFETTO ENSEMBLE"

O programa "MÚSICA PELO CONCELHO, MÚSICA PELO PATRIMÓNIO" tem início na Igreja de Pedrouços, com a atuação de "L’EFFETTO ENSEMBLE", que terá lugar no próximo dia 30 de setembro, sexta-feira, pelas 21h00, com entrada livre.
Os "L’Effetto Ensemble" são um duo de música erudita constituído pela soprano Dora Rodrigues e pelo guitarrista Rui Gama, especialmente vocacionado para o repertório de influência portuguesa e hispânica, com a ambição de proporcionar às suas atuações uma visão moderna e arrojada da música clássica, através de espetáculos performativos que explorem outras expressões artísticas. Do ponto de vista da produção artística os L'Effetto Ensemble anseiam fomentar a criação de repertório específico de forma a legitimar uma expressão musical, a canção, desafiando compositores e escritores contemporâneos a associar-se a esta prática já secular. Assim sendo, os L'Effetto Ensemble estrearam várias obras escritas originalmente para esta formação, contribuíram para transcrições e adaptações de obras do grande repertório "liederístico", como António Fragoso, Rui Soares da Costa, Alberto Ginastera, Carlos Guastavino, Franz Schubert, Martin Y Soler, e usufruem de algumas obras dedicadas especialmente aos L'Effetto Ensemble, como o ciclo "Os Cinco Indícios de Ouro", do compositor Paulo Bastos e poesia de Mário Sá- Carneiro e das “ 4 Canciones de Santa Teresa de Jesús” de Nuno Côrte-Real, encomenda da Temporada de Música de São Roque. Desde a sua formação os L’Effetto Ensemble tiveram presença assídua em festivais nacionais e internacionais, com destaque para CCB, Temporada de São Roque, Mantovani Internacional Guitar Festival em Itália, França.

FÓRUM DA MAIA

Sábado, 1 de outubro, 21h30
Grande Auditório do Fórum da Maa
Dia Mundial da Música
Concerto homenagem a Chico Buarque

O Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia apresenta, no dia 1 de outubro, no âmbito do Dia Mundial da Música, no Grande Auditório do Fórum da Maia, o espetáculo “Quem te viu, Quem te vê – homenagem a Chico Buarque”, com entrada livre.
"Quem te viu, quem te vê" é a merecida homenagem a Chico Buarque de Hollanda, um ícone da Música Popular Brasileira, interpretada pelos prestigiados artistas brasileiros Marcus Lima (voz e violão) e Thaís Motta (voz), que apresentam neste concerto um repertório dedicado aos grandes clássicos de Buarque.
De 1 a 16 de outubro pode visitar no Fórum da Maia a exposição “Quem te viu e quem te vê”, composta por caricaturas inéditas de Chico Buarque.

Até 9 de outubro
Exposição
"DES(CONSTRUÇÕES)", de João Araújo

Após “Contradições” (2014), João Araújo regressa ao Fórum da Maia com “Des(construções)”, de 17 setembro a 9 de outubro, uma exposição promovida pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia resultante de um processo de criação através da transformação, consciente ou não, de construção de imagens plásticas e harmónicas com um significado estético e produção de reflexões.
Estas imagens, resultam da desconstrução de outras, agregando recortes, tintas e traços que se combinam, sem pretensões figurativas, proporcionando um caminho de observação, numa estética, por vezes incoerente, mas visualmente equilibrada, na perspetiva do autor.
O conteúdo das pinturas não é referente, antes adquire um caráter de interjeição, ou um pretexto de exclamação, deixando ao critério de cada um a interpretação que as imagens sugerem, como janelas de diferentes possibilidades.
A proximidade ou a distância do observador relativamente a cada imagem, permite leituras visuais dissonantes dando conteúdo ao título da exposição.

Até 23 de outubro
Exposição
ABÍLIO-JOSÉ SANTOS
REVELAÇÃO II POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO

A exposição “ABÍLIO-JOSÉ SANTOS - REVELAÇÃO II - POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO”, está patente no Fórum da Maia até 23 de outubro.
Nesta exposição afirma-se o carácter fortemente experimentalista de Abílio-José Santos, enriquecido pelos diálogos (honestos, referentes, ávidos, e sempre críticos) consigo próprio e com os acontecimentos da cena artística balizada entre os anos 60 e o início dos anos 90 em Portugal e no mundo. As obras revelam-se em ecossistemas próprios, intrinsecamente relacionados e que parecem ter sempre na origem a palavra, quer na sua condição semântica quer advinda do corpo, do gesto da escrita, do desenho, enquanto meio e matéria de trabalho.

Sábado, 1 de outubro, 14h30
Oficina de Impressão, “Mãos à obra… Gráfica!”

No âmbito da exposição “ABÍLIO-JOSÉ SANTOS - REVELAÇÃO II POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO”, o Serviço Educativo do Fórum da Maia, com a colaboração do Coletivo ARiSCA, irá desenvolver, no próximo dia 01 de outubro, sábado, às 14h30, no Fórum da Maia, uma Oficina de Impressão, “Mãos à obra… Gráfica!”.
“Que imagem é esta que surge no espelho? Que seres fantásticos nos escondem os objetos do dia-a-dia? Nesta oficina vamos explorar a magia das impressões únicas a que chamamos monotipias, recorrendo a técnicas mistas de gravura e colagem para criar mundos cheios de texturas, cores e padrões”.
INSCRIÇÕES
As atividades do serviço educativo são gratuitas, mas sujeitas a inscrição através do e-mail infocultura@cm-maia.pt.
Vagas limitadas.
Mais informações: 22 940 8643

Sábado, 1 de outubro, 15h00 – 17h00
Workshop
“árvores e arbustos que se comem”
Fórum da Maia - Jardim Comunitário

Conheça o Jardim Comunitário do Fórum da Maia, suas vantagens e particularidades.
Resultado do projeto “Cultura Emergente” desenvolvido por Sara Rodrigues e Rodrigo Camacho, o Jardim Comunitário do Fórum da Maia tem, para além de muitas espécies de plantas espontâneas, mais de uma dúzia de árvores plantadas.
Entre arbustos e trepadeiras que dão frutos típicos, normalmente comestíveis, encontramos outras espécies que produzem folhas e frutos menos comuns cujas propriedades são, muitas vezes, desconhecidas, sendo expectável, com o seu desenvolvimento a produção de matéria orgânica usualmente utilizada como matéria-prima de áreas como a construção, tinturaria, produção têxtil, carpintaria e muito mais.
Venha descobrir os benefícios e possíveis utilidades das várias espécies perenes presentes neste jardim.
Mais informações e inscrições: 965717721 ou landra.pt@protonmail.com
Gratuito

2 de outubro, 10h00
Oficina para Famílias “Des(Construções)”

No âmbito da exposição “Des(construções)”, de João Araújo, o Serviço Educativo do Fórum da Maia realiza no próximo dia 2 de outubro, Domingo, às 10h00, a Oficina de Artes Plásticas para Famílias “Des(Construções)”
Vamos pintar, recortar, colar e dar vida a novas imagens.
Através de técnicas de colagem e pintura somos capazes de criar novas imagens, personagens ou paisagens do mundo imaginário.
Do novo também se reconstrói…. Há sempre uma nova janela para uma história diferente e aberta a diversas interpretações e possibilidades.
Mais informações e inscrições:
As atividades do serviço educativo são gratuitas mas sujeitas a inscrição através do e-mail infocultura@cm-maia.pt.

XXVII Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia

Já estão à venda os bilhetes para o maior festival de teatro cómico da Península Ibérica. Pode consultar a programação e as informações sobre bilheteira aqui: https://bit.ly/3SHwyxI

IGREJA DE S. PEDRO FINS

4 de outubro, 21h30
Sons no Património
Concerto com SAMUEL MARTINS COELHO

No âmbito do programa “Sons no Património 22”, uma iniciativa que através de concertos gratuitos em lugares marcantes dos municípios que integram a Área Metropolitana do Porto celebra os espaços patrimoniais do território metropolitano e aproxima a comunidade à música nacional, a Igreja de S. Pedro Fins será palco no próximo dia 4 de outubro, às 21h30, de um concerto com o violinista, compositor e multi-instrumentista Samuel Martins Coelho.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DA MAIA

30 de setembro
Pequeno Auditório do Fórum da Maia
Lançamento do livro “REAVIVA O DOM QUE HÁ EM TI - O ministério ordenado nas Cartas a Timóteo e Tito

No dia 30 de setembro, sexta-feira, às 21h30 no Pequeno Auditório do Fórum da Maia, a Biblioteca Municipal da Maia promove o lançamento do livro “REAVIVA O DOM QUE HÁ EM TI - O ministério ordenado nas Cartas a Timóteo e Tito”, da autoria do Padre Joaquim Domingos Areais
“Nas Cartas Pastorais, Paulo apresenta-nos a figura do Pastor da Igreja, como guia afetuoso, compreensivo, atento ao essencial, que não se distrai com ilusões ou fantasias, realista, fraterno e com os pés bem assentes na terra. Homem vigilante, que não corre atrás de falsas promessas nem se deixa enganar facilmente, capaz de infundir coragem e esperança, como o Servo de Javé (cf. 2Tm 2,22-26), que faz do serviço a sua missão.
Esta imagem do Pastor é também essencial, nos dias de hoje, que precisa de pastores, segundo o coração de Cristo, promotores do diálogo, escutando e animando, no serviço do anúncio fiel do Evangelho e dos mais frágeis, numa Igreja, que olha para os vastos horizontes do futuro com fé e esperança, compreendendo os tempos da paciência de Deus.”
Domingos Areais nasceu a 30 de agosto de 1966, na freguesia de S. Pedro Fins, concelho da Maia, distrito do Porto. É padre da diocese do Porto e foi prefeito no Seminário do Bom Pastor e professor no Colégio de Ermesinde, pároco de Arrifana e Romariz (Feira), missionário Fidei Donum nas paróquias de Ibaraki e Takatsuki, na Diocese de Osaca (Japão). Fez a licenciatura em Teologia e o mestrado em Antropologia Teológica, na UCP (Porto), com uma tese publicada na Biblioteca Humanistica e Teologica com o título “Os desafios da pós-Modernidade à Evangelização”. Frequentou o Pontifício Instituto Bíblico de Roma (Itália), concluindo a Licenza Canonica em fevereiro de 2014 com uma tese sobre o “Khaire – Alegra-te (Lc 1,28)” da Anunciação; integrado no plano de estudos desta Licenza frequentou também um semestre na Universidade Hebraica de Jerusalém (Jerusalém/Israel).
Defendeu tese de doutoramento em 2020, na Faculdade de Teologia.
ENTRADA LIVRE
Moderadora: Raquel Freitas
Apresentação: Nuno Santos (Coimbra) l Augusto Silva (Porto)

MUSEU DE HISTÓRIA E ETNOLOGIA DA TERRA DA MAIA

Até 30 de setembro
Exposição “A Empreza do Bolhão – 100 anos de História(s)”

A Empreza do Bolhão, sucessora das empresas publicitárias e de filmes de Raúl Caldevilla, começou em 1923 e manteve-se até meados dos anos 90, sendo depois integrada na Packigráfica do grupo Higifarma, embora mantendo a mesma designação.
Esta empresa era possuidora de uma das maiores coleções de cartazes publicitários, além de antiga maquinaria e um importante acervo de rótulos e postais. Uma grande parte do que de melhor se fez em publicidade está reunido neste importante espólio da Empreza do Bolhão, desde os tempos de Raul de Caldevilla.
A ligação de Caldevilla à Empreza do Bolhão.
Através de importantes apoios bancários funda no Porto uma empresa, a Propagandas Caldevilla na Rua 31 de Janeiro, e depois em 1916, a Raul de Caldevilla & Cia. Lda na Rua Formosa, que ficará conhecida por Caldevilla Film.
São seus sócios Eduardo Kendall, João Manuel Lopes de Oliveira e António de Oliveira Cálem. A partir do Porto, vai criar e produzir cartazes de grande formato para publicidade exterior para todo o país, sob a sigla ETP. Sucede-se a Empresa Técnica Publicitaria Film Gráfica Caldevilla, onde esteve como gerente da firma até 1923. Em rutura com os sócios da empresa, abandona a sociedade e esta transforma-se em Empreza do Bolhão.
Grande parte deste espólio documental das empresas de Caldevilla e da Empreza do Bolhão pode agora ser visto nesta exposição. De valor histórico e gráfico único no país, esta coleção da Empreza do Bolhão, da Litografia Nacional e de outras gráficas são um manancial de informação sobre design, grafismo e processos de produção. Composta por uma diversidade de cartazes, rótulos, postais, catálogos, quadros, livros, bibliografia diversa, maquinaria, móveis, bustos, esta coleção ilustra, de forma significativa, a evolução da indústria litográfica do séc. XX em Portugal.

Até 30 de setembro
A Arqueologia na Maia
Oficina para Famílias e Escolas "A arte na pré-história"

Com recurso a pigmentos naturais, vamos pintar como na pré-história. Esta atividade encontra-se disponível para a comunidade escolar e para as famílias.Até 30 de dezembro de 20022
Terça-feira a sábado das 9h00 às 12.30 e das 14h00 às 17h30

Inscrições
Tel. (+351) 229.871144
museu@cm-maia.pt

Até 30 de setembro
Exposição Permanente “Identidade e Território”

Esta exposição tem como objetivo divulgar a história local desde a pré-história até à idade contemporânea levando o visitante a percorrer visualmente as datas mais marcantes da origem e criação da Terra da Maia.
Terça a sábado das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.
Gratuito
Contactos: 229871144 | museu@cm-maia.pt
Observações: visitas guiadas de terça a sábado sujeitas a marcação

QUINTA DA CAVERNEIRA

Inscrições abertas - Oficina de Teatro da Maia/Oficina de Teatro Sénior
Prólogo: Laboratório de Dramaturgia
25 out – 13 dez
Ter e qui – 21h00 às 23h00
Biblioteca da Quinta da Caverneira
Inscrições até 21 outubro
Inserido na Oficina de Teatro da Maia/Oficina de Teatro Sénior, apresentasse como um prólogo no sentido em que é a primeira fase de um processo de criação teatral, na busca pela construção de um texto dramático. Numa dinâmica de constante pesquisa, a lógica laboratorial de tentativa e erro
será aplicada com o intuito de chegar a uma possibilidade de texto que será trabalhado no módulo de interpretação, segunda fase da Oficina, e que culminará numa primeira apresentação pública do processo. Processo esse que funcionará como matriz para criação de um novo espetáculo do Teatro
Art’Imagem. Esta oficina é também dirigida aos maiores de 50 anos, num encontro de gerações.
Formador: Zé Pedro
t. 22 208 40 14 | 91 76 91 753 | 91 08 18 719
teatroartimagem@teatroartimagem.org

Até 30 de dezembro
Exposição
Fazer a Festa – Ecos na Comunicação Social
Galeria da Quinta da Caverneira
Entrada livre
Desde a sua primeira edição, o Fazer a Festa – Festival Internacional de Teatro para a Infância e Juventude, teve uma grande cobertura por parte dos jornais do Porto e nacionais, tendo nestas 40 edições um robusto cliping de mais de 300 notícias.
Esta exposição pretende revelar o Fazer a Festa através de vários elementos da Comunicação Social: notícias de jornais, reportagens televisivas, etc., a sua receção e o olhar jornalístico.
Com curadoria de José Maia Vídeo André Rabaça Apoio à Montagem José Lopes e Pedro Leitão

BREVEMENTE:

7 a 16 de outubro
Fórum da Maia
XXVII Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia

8 de outubro
Fórum da Maia
Exposição “KIOSKZINE, 2 anos, 8 fotógrafos”

4 a 6 de novembro
Fórum da Maia
Holograma – Cultura pra Todos

19 de novembro
Quinta da Caverneira
"As Memórias do meu Pai na Rádio do meu Tio"
Teatro do Montemuro – Castro Daire

Bom fim de semana.