Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Contas consolidadas: ativos do município ultrapassam os 902 milhões de euros

Contas consolidadas: ativos do município ultrapassam os 902 milhões de euros
03 Agosto 2020

Contas consolidadas aprovadas pela Assembleia Municipal

Ativos municipais ultrapassam os 902 milhões de euros;

Passivo do universo municipal diminui 9,21 por cento em 2019;

 

O Município da Maia continua a registar uma acentuada e consistente melhoria da sua autonomia financeira, com o passivo do universo municipal a diminuir 9,21 por cento. As contas consolidadas do Município relativas a 2019 foram aprovadas pela Assembleia Municipal do passado dia 30 de julho.

O universo municipal (Câmara Municipal, serviços e empresas municipais) apresentaram em 2019 um resultado positivo de 9,5 milhões de euros. As contas consolidadas evidenciam um aumento do ativo líquido do grupo, bem como de um incremento dos fundos próprios. O passivo teve uma diminuição de 9,21 por cento, cifrando-se agora nos 126 milhões de euros. O ativo líquido é de 510 milhões de euros (+0,56%) e os fundos próprios ascendem a 83 milhões de euros (+4,27%).

Relativamente à diminuição do passivo, sublinha-se a forte diminuição da dívida a terceiros de médio e longo prazo, que num ano foi reduzida em 27,87%, passando de mais de 47 milhões de euros para 34,137 milhões de euros.

 

O valor do ativo bruto do município, que corresponde ao valor contabilístico do património municipal, ultrapassa os 902 milhões de euros.


A diminuição drástica da dívida a médio e longo prazo foi conseguida com o acordo com a EDP para a resolução da dívida histórica que montava aos tempos da criação da EDP. Após anos de intensa negociação, conseguimos um perdão da dívida da ordem dos 40 por cento”, sublinha o presidente do Município.
Para António Silva Tiago, “os resultados consolidados do universo municipal demonstram a gestão criteriosa conseguida por este executivo, uma vez que continuamos a reforçar a autonomia financeira do município, mas fazemo-lo prestando cada vez mais e melhores serviços aos cidadãos, o que nos permite – nestes tempos difíceis – desempenhar um papel importante na proteção das famílias e do tecido económico local”.
A variação da dívida total depende novamente da evolução da componente de médio e longo prazo –que contribui para 88% da redução total registada – o que permite reforçar a capacidade de financiamento do Município.

As contas consolidadas refletem a situação económico-financeira do Município, dos seus serviços e empresas municipais, nomeadamente Câmara Municipal da Maia, Serviços Municipalizados de Águas, Eletricidade e Saneamento da Maia (SMAS), Empresa Metropolitana de Estacionamento da Maia, MaiAmbiente, Espaço Municipal, Fundação Conservatório de Música da Maia, TecMaia, MUNICIPIA – empresa de cartografia e sistemas de informação e Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado “Maia IMO”.