Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Provedor dos Munícipes

provedor

 

 


MENSAGEM DE NATAL

Caros Concidadãos da Maia

Estamos no Natal e prestes a iniciar um Novo Ano.
A palavra Advento provém da expressão em latim “ advenire “, que numa tradução á letra significa, está a chegar.
A religião cristã, estabeleceu o advento nas quatro semanas que antecedem o Natal, entre os dias 29 de Novembro e 24 de Dezembro, consagrando-as como o primeiro tempo do ano litúrgico. Com efeito, para os cristãos, é um tempo de preparação e de alegria, de esperança e de expectativa, onde os fiéis promovem a fraternidade e a paz, esperando o nascimento de Jesus, Aquele que está a chegar.
Nem sempre o Natal foi tempo de ofertas, de convívio familiar á volta da mesa. Durante séculos, por exemplo, era tempo de abstenção durante várias semanas, até á hora da consoada e o advento tinha um caráter ascético de preparação para o Natal.
Felizmente os tempos mudaram.
Nos séculos mais recentes e, sobretudo, no nosso tempo, a comemoração do nascimento de Cristo ganhou outro simbolismo. Sendo uma festividade religiosa, é também a festa da família, da fraternidade, da paz, do amor, de tudo aquilo que o Natal representa para a humanidade.
É uma época especialmente dedicada ás crianças, pelo seu elevado sentido pedagógico.
Para estas não pode representar somente um manancial de prendas, rasgando com sofreguidão as embalagens com que são presenteadas… pelo Pai Natal.
É muito importante explicar-lhes o significado do Natal e o simbolismo da família reunida naquela sala. Porque nessa vivência familiar, na ancestralidade das raízes e do espírito que representa a família, assenta toda a estrutura da nossa sociedade multicultural. É importante transmitir ás crianças valores, sentimentos de partilha e de solidariedade porque o mundo que as espera é de muitas incertezas. E ensinar-lhes que há “ outros mundos “, com crianças a viverem com muito pouco.
São sobretudo os mais velhos aqueles que mais sentem o espírito da quadra natalícia. Tempo de nostalgia, de lembrança dos ausentes, de muitas recordações que não se perderam na memória dos tempos. Para muitos um tempo de solidão.
Este será um Natal ainda diferente, tal como são diferentes os dias que vivemos.
Precisamos de ser serenos e sensatos, cumprir as regras de precaução que já todos conhecemos, para que esta quadra de festa e de alegria não se transforme em tristeza.
Temos a obrigação de ser cuidadosos connosco e com os outros, em particular nos convívios familiares ou sociais. E todos os cuidados são poucos.
Apesar de distantes fisicamente vamos estar mais próximos do que nunca. Com as tradições sobre a mesa e o espírito do Advento nos nossos corações, neste tempo de expectativa, de solidariedade e de fé.
Neste Natal de 2021 a festa da família ainda não será como “nos bons velhos tempos “, mas estaremos reunidos á volta de uma lareira de calor humano. Que cada um de nós consiga estender o olhar para além da sua árvore de Natal…
Advenire ! Está a chegar um novo tempo. É preciso manter o ânimo, cada um agarrando a sua esperança, seja ela o Menino Jesus, o Pai Natal, as vacinas, a confiança nos médicos, na ciência, ou a sua fé em Deus. Como diz o lema do nosso Município : sorrir para a vida.
Que o Novo Ano nos traga a paz e a normalidade que tanto ansiamos.
Com o sentido do dever e espírito de missão, espero continuar em 2022 a servir a Maia e os seus cidadãos, com a mesma dedicação e isenção.
Desejo a todos os Munícipes da Maia um Santo Natal e um Feliz Ano Novo.

Miguel Ângelo Rodrigues
Provedor dos Munícipes da Maia

  • Quem é o Provedor dos Munícipes da Maia

    A Proposta aprovada pelo Executivo Municipal considera que a escolha e eleição de Miguel Ângelo Santos Esteves Rodrigues teve em atenção “tratar-se de uma personalidade que dedicou parte da sua vida à causa pública, no âmbito autárquico, exercendo funções de Deputado na Assembleia Municipal e de Vereador da Câmara Municipal da Maia durante vários mandatos, tendo uma longa experiência de vida e sólidos conhecimentos da natureza, enquadramento, amplitude e limites do Poder Local e também do próprio Concelho da Maia nas suas vertentes políticas, sociais, geográficas e demográficas enquanto território”.

    O Provedor dos Munícipes, Miguel Ângelo Santos Esteves Rodrigues tem 69 anos, é natural de Lindoso, Ponte da Barca e reside na Maia há trinta e cinco anos. Exerceu a sua atividade profissional na Banca.

  • Que Funções Exerce o Provedor dos Munícipes da Maia

    O Provedor Municipal dos Munícipes da Maia não é um órgão municipal, funcionando com total independência, regendo-se por ESTATUTO e por um Regulamento que definem o âmbito, o exercício e o limite das suas funções.

    Assim, compete ao Provedor Municipal:

    • Defender os direitos, liberdades e garantias dos munícipes maiatos, sempre que tal se imponha, na relação destes com a Câmara Municipal e com as empresas municipais, apoiando-os no tratamento e resolução das suas reclamações.
    • Contribuir para a melhoria de qualidade na prestação dos serviços municipais, através da produção de pareceres e sugestões.
  • Local e Horário de Atendimento

    Morada:
    Edifício dos Paços do Concelho
    Praça do Doutor José Vieira de Carvalho
    4470-006 Maia

    Telefone:
    229 408 600

    Email:
    provedor.municipes@cm-maia.pt

     

    O Provedor dos Munícipes da Maia tem gabinete no edifício dos Paços do Concelho.
    Os munícipes que o queiram contactar devem dirigir-se à receção nos seguintes dias e horário:

    • Terça-feira - 14h30 às 17h30
    • Quarta-feira - 09h30 às 12h30 / 14h30 às 17h30
    • Quinta-feira - 09h30 às 12h30
  • Mensagem aos Munícipes da Maia

    Caros concidadãos,

    No dia 18 de Novembro de 2014, no ato da tomada de posse como Provedor Municipal dos Munícipes da Maia assumi, perante o Senhor Presidente da Assembleia Municipal, o Senhor Presidente da Câmara e o Executivo Municipal, diversos autarcas e público presente, dois compromissos.

    O primeiro, de que não seria um mero “livro de reclamações” onde sem consequências ficariam sepultadas as expectativas dos munícipes da Maia e daqueles que me nomearam.
    Procurarei pela via do diálogo, junto das instituições e serviços, garantir a igualdade de procedimentos, ajudar a solucionar diferendos ou situações que possam ser lesivas dos interesses dos cidadãos, NUNCA os deixando sem uma resposta.

    O segundo, de que cumpriria a missão que me foi confiada com isenção, imparcialidade e independência em relação ao poder e com total lealdade para com aqueles que confiaram em mim.

    É, fiel a estes compromissos, que irei exercer as minhas funções.

    Ao vosso dispor e com os melhores cumprimentos

    Miguel Ângelo Santos Esteves Rodrigues

    ................