Passar para o Conteúdo Principal Top
Ação Social CM Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

Sorria, está na Maia!

Objetivos

Log¢tipo GIP
O que são:
 

Criados pela Portaria nº 127/2009 de 30 de Janeiro, os Gabinetes de Inserção Profissional (GIP) integram-se no conjunto de medidas que visam proceder à racionalização e sistematização do edifício legislativo que enquadra e regula as medidas de política de promoção da coesão social através do emprego e da qualificação profissional. Com o objetivo de melhorar a eficácia dos serviços de apoio ao emprego, os GIP prestam apoio a jovens e adultos desempregados para a definição ou desenvolvimento do seu percurso de inserção ou reinserção no mercado de trabalho, em estreita cooperação com os Centros de Emprego.

O Município da Maia, consciente da importância da intervenção das Autarquias em áreas tão vitais como o emprego e a qualificação, evidenciou desde sempre a sua preocupação com as implicações atuais e futuras do cenário ao nível do emprego no nosso Município. O concelho dispõe assim de dez GIP:

  • Três promovidos diretamente pela Câmara Municipal;
  • Dois promovidos pela Santa Casa da Misericórdia da Maia;
  • Cinco promovidos pelas Juntas de Freguesia
Público-alvo:

Desempregados, jovens ou adultos, que necessitem de apoio na resolução do seu problema de inserção ou reinserção profissional.

 
Objetivos:
  • Acolhimento;
  • Informação;
  • Orientação profissional;
  • Apoio e acompanhamento dos jovens/adultos desempregados à procura de uma formação e/ou emprego.
Descrição das Atividades Desenvolvidas:
  • Informação profissional para jovens e adultos desempregados;
  • Apoio à procura ativa de emprego;
  • Acompanhamento personalizado dos desempregados em fase de inserção ou reinserção profissional;
  • Captação de ofertas junto de entidades empregadoras;
  • Divulgação de ofertas de emprego e atividades de colocação;
  • Divulgação e encaminhamento para medidas de apoio ao emprego, qualificação e empreendedorismo;
  • Motivação e apoio à participação em ocupações temporárias ou atividades em regime de voluntariado, que facilitem a inserção no mercado de trabalho;
  • Outras atividades consideradas necessárias ao acompanhamento dos desempregados inscritos nos Centros de Emprego.