Passar para o Conteúdo Principal Top
Ambiente Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#FiqueEmCasa

Acidificação dos Oceanos


O pH dos oceanos é um indicador que durante milhões de anos, tem sofrido apenas ligeiras variações entre 8,3 (durante o pico do último período glaciar) e 8,2 (imediatamente antes da era pré-industrial). No entanto, o rápido aumento das emissões de dióxido de carbono e a subsequente absorção pelos oceanos a um ritmo de 2 biliões de toneladas por ano, leva a uma diminuição do seu pH, tornando-os, de uma forma global, mais ácidos.

  • Desde o início da Revolução Industrial, a acidez da água à superfície aumentou 30%, verificando-se um decréscimo no pH de 8,2 para 8,1.

 

  • Nas últimas décadas, a acidificação dos oceanos está a ocorrer a um ritmo 100 vezes mais rápido do que aconteceu nos últimos 55 milhões de anos.

 

  • A acidificação nos mares do Atlântico Norte é superior à média global.

 

  • Nas latitudes mais elevadas, são verificados indícios de acidificação ao nível do oceano profundo.