Passar para o Conteúdo Principal Top
Ambiente Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#FiqueEmCasa

Solo

O solo e as suas diferentes funções, por vezes ignorados ou esquecidos, são fundamentais para o nosso bem-estar e constituem uma componente essencial do sistema climático.

Os solos providenciam água e nutrientes para as plantas crescerem, regulam o ciclo hidrológico e armazenam carbono, sendo o segundo maior sumidouro de carbono do planeta, logo a seguir aos oceanos.

Os inúmeros ecossistemas providenciados pelo solo são um forte aliado nas estratégias de mitigação e adaptação às alterações climáticas. Porém, a alteração dos padrões de temperatura e precipitação interferem na distribuição da matéria orgânica e na quantidade de carbono armazenada, afetando a forma como o solo desempenha as suas funções e providencia esses serviços. Mais concretamente, o aumento da temperatura e a mudança de padrões de precipitação são responsáveis por:

  • Alterar o teor de humidade do solo;
  • Tornar os solos mais vulneráveis, podendo interferir no balanço entre os GEE que são absorvidos e os que são libertados;
  • Favorecer o crescimento de plantas adaptadas a temperaturas mais elevadas, o que potencia maior armazenamento de carbono no solo;
  • Aumentar a decomposição e a mineralização da matéria orgânica, fazendo com que o conteúdo de carbono no solo diminua.

Sendo o solo uma base de sustento, um solo degradado, tem repercussões negativas ao nível da agricultura e silvicultura, dos ecossistemas terrestres e das infraestruturas.