Passar para o Conteúdo Principal Top
Ambiente Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#FiqueEmCasa

Ações de sensibilização dirigida aos colaboradores da Câmara Municipal da Maia

 É consensual que a desvalorização dos fenómenos extremos meteorológicos, entre outras alterações climáticas que se assistem, poderão colocar em causa a integridade do Planeta. Cientificamente, assume-se que a degradação dos recursos e dos ecossistemas poderá ocorrer mais rapidamente do que se esperava, no prazo de uma geração. Neste contexto, é fundamental associar a adaptação às alterações climáticas à ação individual, aos estilos de vida, aos padrões de consumo, que irão, inevitavelmente, afetar a sustentabilidade do próprio planeta e ainda desmistificar a ideia de que as atividades humanas não são causadoras das alterações climáticas que se vivem atualmente. A falta de conhecimento das causas e consequências das alterações climáticas origina uma dificuldade em associar este fenómeno aos nossos padrões comportamentais e às nossas próprias vidas. A informação é assim, essencial para contrariar a falta de perceção das consequências devastadoras que as alterações climáticas poderão ter. Foi com este propósito que, no dia 13 de março de 2019, a Divisão de Ambiente da Câmara Municipal da Maia proporcionou aos colaboradores da autarquia uma ação de capacitação estruturada em dois momentos distintos:

 

  • Num primeiro momento realizou-se um "workshop" com o objetivo principal de capacitar e integrar os colaboradores no projeto e matéria em questão, promovendo e aprofundando o seu conhecimento.  (Consulte a apresentação aqui)
  • Num segundo momento, foram distribuídas cerca de 400 plantas, consideradas como purificadoras de ambientes fechados e humidificadores naturais (Spathiphyllum wallisii), acompanhadas de dicas para alterar padrões de consumo e estilos de vida, promovendo a sustentabilidade do planeta.


De sublinhar que esta ação não se limitou a um mero repositório de informação científica sobre o tema, mas antes à criação de um espaço de interação entre os participantes e a temática das alterações climáticas. Através do conhecimento e da sensibilização, os participantes foram incentivados a utilizar o conhecimento na sua ação.
Esta ação formativa teve como estratégia, quer o envolvimento das pessoas, motivadas pela vontade de adquirir conhecimento sobre o tema, como a assunção de um compromisso cívico face às alterações climáticas.