Passar para o Conteúdo Principal Top
Desporto CM Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Escola de Ténis da Maia domina nos campeonatos nacionais juvenis

Escola de Ténis da Maia domina nos campeonatos nacionais juvenis
Beatriz Ruivo/FPT
Beatriz Ruivo/FTP
05 Agosto 2020

A Escola de Ténis da Maia foi a grande vencedora do Campeonato Nacional de Equipas nos escalões juvenis de Sub 14, Sub 16 e Sub 18, que terminou este domingo em Oeiras, ao trazer para a Maia a maioria do títulos em disputa no campeonato que decorreu ao longo de 10 dias no histórico Complexo de Ténis do Jamor.

No quadro masculino Sub 14, a Escola de Ténis da Maia levou de vencida na final a Escola de Ténis Jaime Caldeira, por 5-0, recuperando assim o título nacional que já havia conquistado em 2018.

Afonso Gonçalves foi o primeiro a triunfar, ao aplicar os parciais de 7-5 e 6-1 a João Lopes. Depois, seguiram-se os triunfos de João Dinis Silva a Diogo Maria Pipa (por 4-6, 6-4 e 7-5) e Gonçalo Marques, que venceu Tiago Abreu, por 6-3 e 6-0, para somar o ponto decisivo.

Os encontros de pares não foram disputados, pelo que o resultado final se fixou em 5-0 a favor da Escola de Ténis da Maia.

No escalão Sub 16 a equipa maiata fez a "dobradinha", vencendo, em masculinos e em femininos, o Clube de Ténis Paço do Lumiar.

A primeira equipa a consumar a vitória foi a feminina, logo nos encontros de singulares: Maria Santos começou por derrotar Beatriz Lopes por 6-4 e 6-0, cabendo a Mafalda Guedes a conquista do ponto decisivo, graças à vitória por 6-2 e 6-4 sobre Sofia Pinto. Depois, ainda houve tempo para a equipa do CT Paço do Lumiar reduzir, com Maria Garcia e Maria Pinto a aplicarem 6-0 e 6-0 a Mafalda Guedes e Maria João Fonseca.

A final masculina começou ao mesmo tempo, mas foram precisos mais encontros — e mais horas — para se encontrarem os vencedores, com a ET Maia a derrotar o CT Paço do Lumiar por 3-2, com recurso ao par decisivo.

Tiago Filipe Silva foi o primeiro a pontuar para a equipa do Norte, ao vencer Vicente Preto por 6-2 e 6-0, mas Filipe Grebentsov empatou a final com um triunfo por 6-2 e 7-5 contra João Maia. No último singular, Henrique Rocha (6-3 e 6-0 frente a Guilherme Alves) voltou a colocar a ET Maia na frente, mas o CT Paço do Lumiar conseguiu adiar a decisão graças à vitória de Guilherme Alves e Vicente Preto no primeiro par, por 7-5 e 6-1 contra João Maia e João Teixeira.

Chegado o encontro de todas as decisões, Henrique Rocha e Tiago Filipe Silva regressaram à ação e venceram um par equilibrado frente a Martim Sousa e Filipe Grebentsov, por 6-3 e 7-5, para selarem a conquista do segundo título do dia para a Escola de Ténis da Maia.

Em femininos, a vitória desta terça-feira traduz-se na segunda consecutiva da Escola de Ténis da Maia no escalão de sub 16, enquanto em masculinos se trata do primeiro título desde 2005 (pelo meio, foi finalista em 2015).

No escalão de sub 18: horas depois de perder a decisão masculina, a equipa do Norte levou a melhor também sobre o Clube de Ténis do Paço do Lumiar para defender com sucesso o título no torneio feminino em pleno court central do Centro de Ténis do Jamor.

A missão deste domingo ficou concluída nos singulares, com Maria Santos a derrotar Inês Oliveira, por 6-2, 4-6 e 6-1, e Maria Inês Fonte a vencer Sofia Pinto por 6-2 e 6-0. Depois, a ET Maia  abdicou do encontro de pares, dando ao CT Paço do Lumiar — com Vasco Martins — o “ponto de honra”.

A Escola de Tenis da Maia conquistou neste ano 4 dos 7 títulos em disputa no Campeonato Nacional de Ténis juvenil por equipas, evidenciando o grande trabalho que a escola municipal tem vindo a fazer na formação dos jovens atletas.