Passar para o Conteúdo Principal Top
Cultura CM Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

Sorria, está na Maia!

Visconte de Barreiros

José da Silva Figueira nasceu em 1838. Filho de modestos lavradores, emigrou para o Brasil com apenas 14 anos. Depois de uma passagem pela actividade comercial, enveredou pela construção ferroviária, tendo-se notabilizado, entre muitas outras obras, pela construção do túnel de Marmelos, pedra de toque do plano ferroviário do Imperador D. Pedro II. Foi também de sua responsabilidade a construção do caminho-de-ferro de Leopoldina.

Regressado a Portugal, e dentro do mesmo ofício, encarrega-se da construção do ramal da Alfândega, ligando Campanhã à Alfândega do Porto, o que implicou a abertura de um túnel com 1300 metros. Paralelamente, investiu na banca, nos seguros, na actividade mineira, etc.

Foi grande benfeitor, destacando-se, no Brasil, ao apoio a hospitais e albergues, e em Portugal, particularmente na Maia, sua terra natal, a oferta de terrenos e dinheiro para diversas obras públicas de grande alcance, a construção das escolas primárias Maria Pia, a oferta do andor e da imagem de Nª. Sª. do Bom Despacho, a atribuição de bolsas de estudo e outras ajudas a crianças desfavorecidas, entre muitas outras acções meritórias. Agraciado com a Comenda de Nª. Sª. de Vila Viçosa em 1878, foi-lhe concedido o título de Visconde em 1882.

A sua estátua localiza-se à ilharga sudoeste da Praça Dr. José Vieira de Carvalho.