Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Co-criação

imagens_topo

Em 2019 o processo de Cocriação iniciou-se no BaZe com a proposta da Vanessa Marcos e Sara Silva de trabalhar a cultura colaborativa do BaZe. Em jeito de narrativa e enquadramento do processo foi definida uma estória utilizando o ecossistema das abelhas e dos sistemas sociais que elas formam. Em que o BaZe simboliza todo o ecossistema que envolve os parceiros, o ambiente construído e relacional em que se movem as abelhas, ou seja, os parceiros e diferentes agentes, e os favos representam as organizações participantes, dando particular ênfase aos pontos de contacto entre estes favos ou organizações. Foram definidas três etapas:
1. Desconstrução: fase inicial e preparatória de introdução à cultura da cocriação através de sessões de convergência e criação de comunidade dentro da equipa do Living Lab e com os públicos-alvo definidos;
2. Construção: fase de desenvolvimento, capacitação e sensibilização promovendo a reflexão, experimentação e aprendizagem em contexto
3. Transição: fase final de co-design de ações, avaliação, expressão e sistematização das aprendizagens que levem à transformação e continuação do trabalho realizado pós-período de realização do Living Lab

No âmbito da fase da Desconstrução, duas sessões presenciais foram realizadas com o intuito de desconstruir conceitos e ideias do que é a colaboração enquanto se foram semeando novas abordagens de uma forma experiencial e integrada.

Em 2021 o segundo capítulo deste trabalho arranca com a integração da metodologia dos Municípios em Transição (https://municipalitiesintransition.org/the-pioneers/) para responder à segunda e terceira fase dos trabalhos. Esta metodologia pressupõe a utilização de um método de governança inclusivo, a Sociocracia 3.0 e foi desenhado tendo por base o pensamento sistémico.