Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Maia
Logótipo da Câmara Municipal de Maia

#sorrirseguirseguro

Agenda Cultural_fim de semana

06 a 10 Out
Adicionar a calendário 2022-10-06 00:00:00 2022-10-10 00:00:00 Europe/Lisbon Agenda Cultural_fim de semana Evento
Agenda Cultural_fim de semana
Cultura

AGENDA CULTURAL FIM DE SEMANA

No fim de semana em que começa o XXVII Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia há muitas e diversas atividades culturais na Maia. Inauguração de exposições, dois concertos no âmbito do programa “Música pelo Concelho, Música pelo Património”, oficinas para toda a família, sessão de cinema com o Cineclube da Maia, hora do conto e encontro com a escritora, tudo na Maia – uma Comunidade Culturalmente Ativa.
Bom fim de semana

FÓRUM DA MAIA

7 a 16 de outubro
XXVII Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia

Pela vigésima sétima vez, a Câmara Municipal da Maia organiza o Festival Internacional de Teatro Cómico, cuja produção cabe à Companhia de Teatro Art'Imagem. Este Festival, o FITCM, é um exemplo de perseverança e de aposta na qualidade, e a sua afirmação no panorama cultural nacional e internacional é já indiscutível e encaixa na perfeição no conceito moldador da política cultural da Câmara Municipal da Maia, que sem descurar a necessidade do lúdico, aposta em iniciativas que levam ao incremento dos níveis de cidadania, pelo o que tratam, questionam e fazem refletir, com o objetivo de fomentar a boa inquietação cívica, essencial a dinâmica social saudável e ao desenvolvimento integral do território.
Programa e bilheteira: https://bit.ly/3SZ46rc

8 de outubro a 20 de novembro
Exposição
KIOSKZINE, 2 anos, 8 fotógrafos

Exposição da Kioskzine converte Fórum da Maia em “Kiosk…zone”
A exposição que versará uma parcela significativa do trabalho desenvolvido pelo coletivo e convidados será inaugurada no próximo dia 8 de outubro, sábado, pelas 18h00, no Fórum da Maia. A iniciativa celebra assim dois anos da Kioskzine com recurso a uma seleção de fotografias que foram sendo publicadas nesta publicação trimestral.
Fórum da Maia acolhe a iniciativa a partir de 8 de outubro
Uma hora antes da abertura da exposição, às 17h00, terá lugar uma mesa-redonda com os fotógrafos já convidados José Farinha, Paulo Pimenta, Pauliana Valente Pimentel, Manuel Roberto, Rita Carmo e Ana Brígida.
O acesso à exposição é gratuito e a mesma pode ser vista de terça a domingo, das 10h00 às 22h00 (de 8 de outubro a 20 de novembro).

Sábado, 8 de outubro, 11h00
Oficina de Arte Postal para Famílias
"Mensagem Escondida"

No âmbito da exposição “ABÍLIO-JOSÉ SANTOS - REVELAÇÃO II POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO”, o Serviço Educativo do Fórum da Maia, com a colaboração do Coletivo ARiSCA, irá desenvolver, no próximo dia 8 de outubro, sábado, pelas 11h00, no Fórum da Maia, uma Oficina de Arte Postal, “Mensagem escondida”.
“Luzes e sombras, formas e cores espreitam por toda a parte nesta exposição, mas estas obras não se ficam pelas paredes. Afinal a arte também pode ser postal, e levar mensagens a todo o mundo. Vamos explorar composições com ajuda da luz, para construir um postal de família com uma mensagem secreta”.
INSCRIÇÕES
As atividades do serviço educativo são gratuitas, mas sujeitas a inscrição através do e-mail infocultura@cm-maia.pt.
Vagas limitadas.
Mais informações: 22 940 8643

Até 9 de outubro
Exposição
"DES(CONSTRUÇÕES)", de João Araújo

Após “Contradições” (2014), João Araújo regressa ao Fórum da Maia com “Des(construções)”, de 17 setembro a 9 de outubro, uma exposição promovida pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia resultante de um processo de criação através da transformação, consciente ou não, de construção de imagens plásticas e harmónicas com um significado estético e produção de reflexões.
Estas imagens, resultam da desconstrução de outras, agregando recortes, tintas e traços que se combinam, sem pretensões figurativas, proporcionando um caminho de observação, numa estética, por vezes incoerente, mas visualmente equilibrada, na perspetiva do autor.
O conteúdo das pinturas não é referente, antes adquire um caráter de interjeição, ou um pretexto de exclamação, deixando ao critério de cada um a interpretação que as imagens sugerem, como janelas de diferentes possibilidades.
A proximidade ou a distância do observador relativamente a cada imagem, permite leituras visuais dissonantes dando conteúdo ao título da exposição.

Até 23 de outubro
Exposição
ABÍLIO-JOSÉ SANTOS
REVELAÇÃO II POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO

A exposição “ABÍLIO-JOSÉ SANTOS - REVELAÇÃO II - POR ÍNDOLE, A EXPERIMENTAÇÃO”, está patente no Fórum da Maia até 23 de outubro.
Nesta exposição afirma-se o carácter fortemente experimentalista de Abílio-José Santos, enriquecido pelos diálogos (honestos, referentes, ávidos, e sempre críticos) consigo próprio e com os acontecimentos da cena artística balizada entre os anos 60 e o início dos anos 90 em Portugal e no mundo. As obras revelam-se em ecossistemas próprios, intrinsecamente relacionados e que parecem ter sempre na origem a palavra, quer na sua condição semântica quer advinda do corpo, do gesto da escrita, do desenho, enquanto meio e matéria de trabalho.

Até 16 de outubro
Galerias do Fórum da Maia
Exposição “CARICATURAS EM HOMENAGEM A CHICO BUARQUE”

O Fórum da Maia recebe entre 1 a 16 de outubro a exposição “Quem te viu e quem te vê”, composta por caricaturas inéditas de Chico Buarque.
A exposição exibe caricaturas selecionadas num concurso brasileiro, que teve como objetivo homenagear um dos principais artistas da música brasileira, Chico Buarque, incentivando trabalhos autênticos e criativos a partir de uma linguagem divertida para todas as idades. Os desenhos foram avaliados pelos jurados Cássio Loredano, desenhista profissional, Bruno Liberati, jornalista, e Eduardo Baptistão, ilustrador e publicitário.
Gratuito

CORETO DO LARGO DO SOUTO, S. PEDRO FINS

Sexta-feira, 7 de outubro
Música pelo Concelho, Música pelo Património
FADO VIOLADO

Fado Violado é o projeto musical que será apresentado no Coreto do Largo do Souto, em S. Pedro Fins, no dia 7 de outubro, pelas 21h30, com entrada livre.
A não perder, no âmbito do programa Música pelo Concelho, Música pelo Património.

IGREJA DE NOGUEIRA

Sábado, 8 de outubro, 21h30
Música pelo Concelho, Música pelo Património
FILIPE QUARESMA

No dia 8 de outubro, pelas 21h30, o músico Filipe Quaresma protagonizará um belíssimo espetáculo na Igreja de Nogueira, com entrada livre.
A não perder, no âmbito do programa Música pelo Concelho, Música pelo pelo Património.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DA MAIA

Sábado, 7 de outubro, 21h00
Comunidade de Leitores
Encontro com a escritora Dulce Garcia

“Olho da rua” é um romance que traz para o universo da ficção a realidade do quotidiano urbano do século XXI: trabalha-se para viver e vive-se para trabalhar. No escasso tempo que sobra, ficamos à mercê de quem nos paga o salário e de uma irremediável solidão. Mordaz e cru, “Olho da rua” traz à tona a mesquinhez do ser humano e de uma sociedade garrotada pela competição. Povoada por figuras com quem nos cruzamos todos os dias, mas de quem desconhecemos o lado oculto, eis uma sátira irresistível do nosso mundo e uma alegoria sobre o instinto de sobrevivência e o impulso de liberdade.

Até 28 de outubro
Centenário de nascimento de Agustina Bessa-Luís
Exposição
“Capas, Prefácios e Outros Textos”

Muitas são as formas de, através de uma exposição homenagear Agustina Bessa-Luís, esta pretende, sobretudo, servir de acicate motivacional para a leitura da sua obra, fazendo um jogo entre as capas de alguns dos seus livros (da sua mais recente editora, a Relógio D’Água), alguns dos prefácios escritos por leitores especiais e textos afins da autora como seja a minuciosa biografia de Isabel rio Novo ou as cartas da filha da escritora Mónica Baldaque. O objetivo desta exposição é aproximar Agustina Bessa-Luís dos leitores atuais.
HORÁRIO | segunda das 18.00h às 23.00h / terça a sexta das 09.30h às 23.00h / sábado das 09.30h às 22.30h

Sábado, 8 de outubro, 11h30
Hora do Conto - "Histórias Fiadas"

Sábados mágicos, histórias divertidas, fantasia e imaginação, contos maravilhosos e muita animação. A Biblioteca espera por ti com incríveis leituras para toda a família.
DURAÇÃO | 20 min
PÚBLICO-ALVO | infantil

MUSEU DE HISTÓRIA E ETNOLOGIA DA TERRA DA MAIA

Sábado, 8 de outubro, 11h00
Inauguração da exposição
"5000 anos de história, Arqueologia na Maia- um olhar inclusivo”

No próximo dia 8 de outubro, às 11h00, o Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, reabre as exposições permanentes com uma visão renovada do espaço físico do Museu no âmbito do projeto “Cultura Inclui (Cultura Para Todos)”.
Um Museu ainda mais inclusivo, através de dispositivos, mapas interativos multitouch, Audioguia, aplicações móveis, sistemas de códigos QR, guias multidigitais, informação em braille, rampas de acesso e sinaléticas, com equipamentos que o tornam mais apelativo na visita bem como na fruição das exposições. Desta forma a exposição “5000 anos de história, Arqueologia na Maia- um olhar inclusivo”, tem como objetivo apresentar alguns dos objetos provenientes de intervenções arqueológicas realizadas com o respetivo enquadramento histórico e territorial, recuando no tempo através da realidade das coisas, dos objetos, construindo uma espécie de história, reescrita através de escavações arqueológicas e da relação dos sítios com a paisagem.
Pretendemos que o visitante construa uma leitura própria do passado, que o aproxime do presente, que o vivencie, e que o salvaguarde.

Até 30 de outubro
Exposição “A Empreza do Bolhão – 100 anos de História(s)”

A Empreza do Bolhão, sucessora das empresas publicitárias e de filmes de Raúl Caldevilla, começou em 1923 e manteve-se até meados dos anos 90, sendo depois integrada na Packigráfica do grupo Higifarma, embora mantendo a mesma designação.
Esta empresa era possuidora de uma das maiores coleções de cartazes publicitários, além de antiga maquinaria e um importante acervo de rótulos e postais. Uma grande parte do que de melhor se fez em publicidade está reunido neste importante espólio da Empreza do Bolhão, desde os tempos de Raul de Caldevilla.
A ligação de Caldevilla à Empreza do Bolhão.
Através de importantes apoios bancários funda no Porto uma empresa, a Propagandas Caldevilla na Rua 31 de Janeiro, e depois em 1916, a Raul de Caldevilla & Cia. Lda na Rua Formosa, que ficará conhecida por Caldevilla Film.
São seus sócios Eduardo Kendall, João Manuel Lopes de Oliveira e António de Oliveira Cálem. A partir do Porto, vai criar e produzir cartazes de grande formato para publicidade exterior para todo o país, sob a sigla ETP. Sucede-se a Empresa Técnica Publicitaria Film Gráfica Caldevilla, onde esteve como gerente da firma até 1923. Em rutura com os sócios da empresa, abandona a sociedade e esta transforma-se em Empreza do Bolhão.
Grande parte deste espólio documental das empresas de Caldevilla e da Empreza do Bolhão pode agora ser visto nesta exposição. De valor histórico e gráfico único no país, esta coleção da Empreza do Bolhão, da Litografia Nacional e de outras gráficas são um manancial de informação sobre design, grafismo e processos de produção. Composta por uma diversidade de cartazes, rótulos, postais, catálogos, quadros, livros, bibliografia diversa, maquinaria, móveis, bustos, esta coleção ilustra, de forma significativa, a evolução da indústria litográfica do séc. XX em Portugal.

Até 30 de outubro
A Arqueologia na Maia
Oficina para Famílias e Escolas "A arte na pré-história"

Com recurso a pigmentos naturais, vamos pintar como na pré-história. Esta atividade encontra-se disponível para a comunidade escolar e para as famílias.
Até 30 de dezembro de 20022
Terça-feira a sábado das 9h00 às 12.30 e das 14h00 às 17h30
Inscrições
Tel. (+351) 229.871144
museu@cm-maia.pt

Até 30 de outubro
Exposição Permanente “Identidade e Território”

Esta exposição tem como objetivo divulgar a história local desde a pré-história até à idade contemporânea levando o visitante a percorrer visualmente as datas mais marcantes da origem e criação da Terra da Maia.
Terça a sábado das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.
Gratuito
Contactos: 229871144 | museu@cm-maia.pt
Observações: visitas guiadas de terça a sábado sujeitas a marcação

QUINTA DA CAVERNEIRA

Inscrições abertas - Oficina de Teatro da Maia/Oficina de Teatro Sénior
Prólogo: Laboratório de Dramaturgia
25 out – 13 dez
Ter e qui – 21h00 às 23h00
Inscrições até 21 outubro
Inserido na Oficina de Teatro da Maia/Oficina de Teatro Sénior, apresentasse como um prólogo no sentido em que é a primeira fase de um processo de criação teatral, na busca pela construção de um texto dramático. Numa dinâmica de constante pesquisa, a lógica laboratorial de tentativa e erro
será aplicada com o intuito de chegar a uma possibilidade de texto que será trabalhado no módulo de interpretação, segunda fase da Oficina, e que culminará numa primeira apresentação pública do processo. Processo esse que funcionará como matriz para criação de um novo espetáculo do Teatro
Art’Imagem. Esta oficina é também dirigida aos maiores de 50 anos, num encontro de gerações.
Formador: Zé Pedro
t. 22 208 40 14 | 91 76 91 753 | 91 08 18 719
teatroartimagem@teatroartimagem.org

Até 30 de dezembro
Exposição
Fazer a Festa – Ecos na Comunicação Social
Galeria da Quinta da Caverneira
Entrada livre
Desde a sua primeira edição, o Fazer a Festa – Festival Internacional de Teatro para a Infância e Juventude, teve uma grande cobertura por parte dos jornais do Porto e nacionais, tendo nestas 40 edições um robusto cliping de mais de 300 notícias.
Esta exposição pretende revelar o Fazer a Festa através de vários elementos da Comunicação Social: notícias de jornais, reportagens televisivas, etc., a sua receção e o olhar jornalístico.
Com curadoria de José Maia Vídeo André Rabaça Apoio à Montagem José Lopes e Pedro Leitão

AUDITÓRIO VENEPOR

Sábado, 8 de outubro, 21h30
Cineclube da Maia
“Sombras”, de John Cassavetes

No meio de uma revolução cultural proporcionada pela Beat Generation, três irmãos afro-americanos são os protagonistas de diferentes vinhetas interligadas acerca da empregabilidade estereotipada na cultura musical afro-americana, de relações interraciais e do sentimento geracional de derrota ideológica.
O filme teve origem num exercício realizado por Cassavetes com aspirantes a atores profissionais. Todas as representações foram improvisadas, havendo apenas detalhes sobre as situações que envolviam as personagens, sem um guião conciso escrito.
1959 | drama | 87’ | M/12 | EUA
Realização: John Cassavetes
Elenco: Ben Carruthers, Lelia Goldoni, Hugh Hurd
Argumento: John Cassavetes, Robert Alan Aurthur
Produção: Maurice McEndree, Nikos Papatakis
Cinematografia: Erich Kollmar
Música: Charles Mingus, Shafi Hadi
Bilhete normal 3,50€
Bilhete associado 1,40€
Bilhete estudante 3,00€

CENTRO COMERCIAL MAIA JARDIM

Até 30 de outubro
Galeria Comercial do Maia Jardim
Exposição
"A Rua do Sol"

No início do séc. XX, Barreiros vivia tempos de esperança. A Câmara Municipal e a Estação Telégrafo-Postal instalaram-se no Picoto, a freguesia fora elevada a Vila, a Alameda e a rua do Visconde ganhavam vida. Surge uma pequena estrada no lugar de Brandinhães, que ligou a Estrada Real 3 (futura EN 14) à nova Estrada Distrital 25 (futura EN 107), junto à entrada da Quinta do Gramaxo e que se iria chamar Rua do Sol…
Vamos conhecê-la pela pena de Fernando Teixeira, um maiato apaixonado por este local.
Gratuito.
Todos os dias entre as 08h00 e as 22h00.

BREVEMENTE:

4 a 6 de novembro
Fórum da Maia
Holograma – Cultura pra Todos

19 de novembro
Quinta da Caverneira
"As Memórias do meu Pai na Rádio do meu Tio"
Teatro do Montemuro – Castro Daire

Bom fim de semana.